Spirulina e os seus benefícios para o Corpo Humano

Novembro 3, 2015

Recentemente a Spirulina foi bastante divulgada no Algarve, devido a Georges Porta e a Cristina Palma Brito estarem a cultivar este superalimento na Serra de Monchique.

Há poucos dias decidi dar uma espreitadela ao Restolho da Aveia, onde o casal desenvolve o produto.

Parti à descoberta e posso vos dizer: -Que aventura!

Para quem conhece Monchique, as estradinhas que se encontram do lado esquerdo, quando subimos para a Fóia, são bastantes e se ainda acrescentarmos aquela chuvinha característica do início de Outono que faz com que as viaturas “empaquem” nas ladeiras como se fossem burros, então podem imaginar a minha andança!

Mas o que interessa é que cheguei à zona de cultivo da Spirulina nesta serra algarvia.

Para quem não sabe a Spirulina surgiu há cerca de 3.5 biliões de anos e acredita-se que foi muito consumida pelos povos aztecas.

É uma “alga azul” considerada um superalimento devido aos seus benefícios para a nossa saúde, pois é rica em proteínas (aprox. 65%), contendo também poucos hidratos de carbono, lípidos, e ácidos nucleicos, sendo que estes últimos, por terem uma presença de baixa percentagem, fazem da Spirulina um alimento adequado à nutrição de pacientes que sofram de ácido úrico.

Surpreendidos?! Pois ainda não acabou!

Esta alga tem também muitas vitaminas, e para minha surpresa e talvez a vossa, pode emagrecer, pois dá-nos a sensação de saciedade por se expandir ao contacto com a água do corpo.

Para além desta última caracteríscica ainda há quem acredite que a Spirulina fresca, sendo aplicada na pele, amacia a mesma, provocando um imenso conforto e frescura.

E agora, quanto à Spirulina que o Georges e a Cristina estão a desenvolver em Monchique:

Em conversa com este casal, fui esclarecida das diferenças entre a alga produzida industrialmente e artesanalmente.

Em termos da Spirulina que me foi apresentada é diferenciada por ser criada na água de Monchique, que é considerada muito pura e de grande qualidade, sendo, também, feitas análises bacteriológicas a cada 15 colheitas e seguindo à risca o programa do HACCP.

Para vossa melhor compreensão, a grande diferença entre esta e outras Spirulinas encontradas em Portugal, é a secagem, pois aqui, é feita a menos de 45°, preservando assim os nutrientes e um sabor leve e agradável, não conseguindo atingir esses resultados numa secagem industrial, pois é efectuada entre 80° e 100°.

Além disso, é cumprido todo um processo rigoroso de colher a spirulina e a sua integração imediata na linha de produção para que não perca qualidade ou propriedades, primeiro escorrendo a alga, depois prensando como se fosse queijo, sendo transformada em finas tiras e finalizada na secagem de baixa temperatura.

Quase faz lembrar os Italianos, pelas semelhanças de produção de queijo e pelas tiras em que este superalimento é transformado, nos lembrando a esparguete, no entanto só para Vossa curiosidade é aos franceses que temos de agradecer esta pioneira produção de Spirulina em Portugal, pois foi de França que Georges trouxe a alga para iniciar a produção.

Mas passemos ao que importa: Como ser consumida!

Um pacote de Spirulina contém 100g, o suficiente para cerca de 3 semanas.

Segundo Georges a Spirulina consome-se muito bem num sumo de laranja, mas no seu site www.spirulina-da-serra.com, podem encontrar outras formas de consumo que possam ser ainda mais agradáveis, como é o caso dos batidos, do guacamole que eu tanto gosto ou até numa simples massa!

Quero ainda vos aconselhar a que caso bebam café, só o façam uma ou duas horas depois de ingerir a Spirulina, pois juntos podem vos dar excesso de energia, o que não seria aconselhável.

Por fim, imagino que o que vos preocupa, é o sabor, por isso vou tentar ajudar nesse sentido, apesar de cada pessoa ter um gosto distinto:

Ao trincar as finas tiras da alga, vem à boca um sabor salgado e a alga, se dissipando rápidamente à medida que se mistura com a saliva.

Como também vocês poderão constatar, a Spirulina, não sabe mal e é bastante vantajoso consumir nesta altura do ano em que começam as gripes e precisamos de ter as nossas defesas “bem afinadas” para declarar guerra aos germes!

Esclarecidos?! Então vamos à experiência!fotospirulina1fotospirulina2fotospirulina3fotospirulina4fotospirulina5fotospirulina6

Você também pode gostar de

Sem Comentários

Comentar