O Novo Reflexo de Sandra!

Outubro 24, 2015

 

Desde o dia em que comecei a acompanhar o emagrecimento da Sandra Fonseca, que decidi que era importante escrever acerca deste tema tão sensível como é a Obesidade Mórbida.

Hoje em dia, os media já ajudam “de certa forma” as pessoas que sofrem desta doença, no entanto é necessária muita força de vontade para a ultrapassar.

O desejo de emagrecer é um assunto que muitos de nós prefere manter escondido na sua “caixinha secreta”, até à data em que somos “atropelados” pela realidade!

A Sandra é uma mulher comum, que sempre teve excesso de peso, chegando, mesmo a atingir, a Obesidade Mórbida.

Tal como outras pessoas com o mesmo problema, era um verdadeiro pesadelo para a Sandra quando a incentivavam a ir às compras fosse para uma ocasião especial ou até mesmo, quando só precisava de uma simples peça de roupa para usar no dia-a-dia.

Naquela altura tornava-se difícil adquirir o tamanho necessário para a sua estrutura.

Actualmente é muito mencionada a expressão “Preso no Próprio Corpo”, mas é mesmo assim que um doente que sofre de obesidade, se sente.

O peso não dá origem automaticamente ao colesterol, diabetes, ou outros problemas físicos, no entanto, com o passar dos meses/anos surgem maiores probabilidades de contrair estas doenças.

É neste “campo” que os médicos têm um “papel” relevante e foi precisamente isso que sucedeu com a Sandra, quando lhe disseram que, se continuasse em sobrepeso, não iria conseguir acompanhar o crescimento do seu filho.

Nesse momento surgiu um “click” na mente da Sandra, que a motivou a calçar uns ténis e sair para a rua, dando início a três meses intensos de caminhadas de 5/6Km até aos 12Km, lhe ocupando de 2 a 3 horas cada dia, fizesse chuva ou sol.

Mais magra, foi aqui que decidiu experiênciar algo novo, como o Cycling, Ginástica Localizada, Body Combat, Corrida ou Zumba, no entanto foram os passeios de bicicleta que a deixaram completamente rendida, fazendo disso um Hobby, pessoal e/ou familiar, onde já é considerada uma das melhores participantes a pedalar, pela sua persistência e pela força de pernas que já a caracteriza neste desporto.

Este caminho que a Sandra teve de percorrer, passou por melhorar a sua nutrição, com base na escolha de melhores alimentos, sem hidratos de carbono e comendo em menores quantidades, trocando a, tão desejada, fast food por peixe, saladas e legumes, onde está incluída a cenourinha que faz os nossos olhos mais bonitos.

Para não cair em tentação, fez do seu marido uma espécie de “refém” dos alimentos que a faziam salivar com maior intensidade, “obrigando-o” a comer, talvez para imaginar que era a própria que estava a degustar aquela “iguaria”.

Estão-se a rir?! Pois é muito normal sucederem casos destes. O nosso cérebro consegue defesas que nunca pensávamos existir e com isso só têm de aprender que a motivação da Sandra, qualquer um pode ter, adquirindo o impulso certo, que neste caso foi o de uma mãe puder ver o crescimento da sua cria.

Ao conquistar um novo número na balança, e com menos de três dígitos, esta mulher tornou-se num exemplo a seguir, sendo hoje uma pessoa mais confiante, sexy, motivada e feliz, seja num Shopping a comprar roupa, ou simplesmente a dar um passeio de bicicleta com os seus amigos e/ou família.

E é assim que concluo este Post, que tanto prazer me deu escrever, pois este é um tema actual acerca de uma mulher comum, mas que muito me inspirou e espero que a todos vós também.

O que podemos aprender com esta história, comprovando também pelas fotos abaixo, é que todos conseguem perder peso, se tiverem a motivação certa e nunca desistirem!

Por isso, caros amigos e amigas, levantem-se do sofá e apliquem esta expressão nas vossas vidas como a Sandra aplica na sua: No Pain, no Gain!sandra destaque sandra1 sandra2 sandra5

Você também pode gostar de

1 Comment

  • Reply Mónica de Oliveira Terça, 27 de Outubro de 2015 at 17:17

    Em primeiro lugar quero dar os parabéns a Sandra pela força de vontade e pelas conquistas.
    A ti miga , mas que belo Post, a cada texto que fazes é uma surpresa muito agradável de se ler.

  • Comentar