O meu encontro com a comida vegetariana!

Novembro 19, 2015

Há pouco tempo atrás pensei que talvez tivessem curiosidade em saber mais acerca da comida vegetariana.

Combinei com a minha amiga Mónica, residente em Quarteira, onde a mãe tem o Restaurante Vegetariano e Companhia, e marquei um encontro para “mergulhar” neste mundo culinário distinto.

Tanto a Mónica como a sua mãe se tornaram vegetarianas há mais de 15 anos, sem terem tido a mínima vontade de recuar na decisão.

A Alzira (mãe da Mónica), aboliu tanto o peixe como a carne da sua vida, no entanto a filha manteve este último na sua alimentação.

Fiquei a saber que os vegetarianos usam como substituto da carne o seitan e comem tofu em vez do peixe, assim como que ser vegetariano não é só definido pelo que se come, mas também é alterada toda uma filosofia de vida, pois são hábitos que se mudam para poupar os animais e/ou para se tornarem pessoas mais saudáveis.

Em conversa nesse pequeno mas aconchegante estabelecimento, foram-me apresentados vários pratos que a Alzira cozinhou especialmente para aquele dia e posso-vos dizer que me “perdi” naquelas deliciosas iguarias, e bem mais saudáveis que as proteínas, que tenho por hábito comer.

Ali bebem chá quente ou sumos naturais a acompanhar as refeições, assim como a meio da manhã recebem clientes que lá vão, propositadamente, beber os sumos detox em vez do “rotineiro” café.

Só para terem uma ideia, dei início ao meu almoço com um pastel de legumes.

Imaginem um pastel de massa crocante, e que no momento em que dão uma dentada se sentem a “mergulhar” numa mistura de legumes delicadamente cozinhada.

Seguidamente serviram-me o prato principal: Lasanha de courgete com creme de abóbora!

Logo após a primeira garfada, fiquei fã desta adaptação da lasanha, que mais me pareceu um “upgrade” da mesma.

Foi montada com finas fatias de courgete, barrada cuidadosamente com um creme aveludado de abóbora e bechamel, assim como recheada com cenoura, tofu e uns cogumelos Shiitake sabiamente escondidos, que emanavam sabor à medida que dava mais uma garfada.

A cozinheira explicou-me que os pratos ou os sumos detox que a sua casa serve, nunca têm o mesmo resultado, pois a Alzira, gosta de usar a sua intuição, assim como os produtos da época, adaptando sempre que possível, os mesmos, às necessidades de cada cliente.

Mas o Vegetariano e Companhia não tem só pratos vegetarianos ou sumos detox! Este pequeno estabelecimento situado numa ruela de Quarteira, serve todos os dias um prato de carne e de peixe para quem ainda não se rendeu à comida vegetariana, e possui ainda bolachas de gengibre e uns queques magníficos de goiaba ou de chocolate, alfarroba e godji, que deixam qualquer um deliciado.

Eu posso-vos confessar, que não prescindo da carne, mas também sou da opinião que podemos diversificar a nossa alimentação e que não perdemos nada em estar abertos a novas experiências, seja a provar comida vegetariana, ocidental ou oriental.

Como sempre me foi incutido desde tenra idade: primeiro temos de provar, para depois dizer que não gostamos.

É surpreendente o que já descobri, seguindo este lema! Duvidam?! Então provem pão de Deus com fiambre, ou chá preto com um pouquinho de leite, pão com banana, chocolate com piri-piri,…

Se já experimentaram pelo menos uma destas combinações, então também não custa nada aderir a este tipo de culinária que, para além de ser bastante saudável é muito saborosa, ao contrário do que possam pensar.

Para os que vivem no Sotavento, passem por Quarteira e vão ao Vegetariano e Companhia. Para os que se encontram no Barlavento,…, vão também a Quarteira! Estou a brincar! Na verdade já existem muitos restaurantes vegetarianos, “à distância de um clique”.

Quanto a mim, estou rendida aos cozinhados da Alzira e, com certeza, voltarei para provar outro prato fantástico, afinal de contas, Quarteira não é assim tão longe!foto1Foto3foto2foto4foto5foto6foto7foto8foto9foto10foto11foto12foto13foto14foto15

 

Você também pode gostar de

2 Comments

  • Reply Marília Duarte Domingo, 22 de Novembro de 2015 at 09:14

    Olá Sílvia, – pela maneira como está descrito, e pelo bom aspeto de tudo: eu que não gosto muito de carne! – estou com muita vontade, de experimentar essas ementas vegetarianas.

  • Reply Luís Miguel Rosa Sábado, 16 de Abril de 2016 at 19:03

    Já vi que andaste a estudar parte da cozinha vegetariana. Pelas fotos parece tudo gostoso.

  • Comentar