O Cancro da Mama e a História da MamaMaratona

Setembro 15, 2015

O Cancro da Mama é mundialmente conhecido por afectar uma em nove mulheres, daí ser até considerado um cancro mais comum que outros, podendo se espalhar por outras partes do corpo, tal como qualquer outro tipo de cancro, formando a chamada metástase.

Quanto aos Homens, também podem vir a ser afectados por esta doença, no entanto é uma percentagem ínfima comparativamente com as Mulheres.

O tratamento mais comum aplicado é a quimioterapia e os locais onde é mais frequente aparecer metásteses deste tipo de cancro são na pele, linfonodos, ossos, pulmão e fígado.

Apesar de afectar uma grande parte das mulheres, esta doença não mata com a frequência que os outros tipos de cancro existentes, no entanto convém prevenir através da palpação da mama e fazendo exames de rastreio de 2 em 2 anos.

 

A História

Estamos em 2015 e esta iniciativa continua…, e continuará muitos mais anos.

E querem saber como tudo começou?!

Em 14 de Outubro de 2001, realizou-se a primeira Corrida/Marcha em torno do Castelo de Silves.

Este primeiro evento partiu de um grupo de mulheres estrangeiras residentes no Algarve e teve como principal objectivo, angariar receitas suficientes para comprar um aparelho de rastreio de cancro da mama, assim como, consequentemente, alertar e sensibilizar as mulheres da região para esta problemática.

Neste primeiro Evento, que ainda decorreu em Silves quatro anos, foram convidadas as famosas corredoras Rosa Mota e Elly van Hulst, assim como várias voluntárias.

Seguiu-se uma mudança deste grande Evento de Silves para Portimão, e passou também a ser organizado pela própria Associação Oncológica do Algarve (AOA), tendo esta conseguido angariar a maior parte dos fundos para adquirir uma Unidade Móvel de Rastreio do Cancro da Mama no ano 2005.

Este objectivo alcançado fez com que, o Algarve seja percorrido de forma contínua, em voltas de 2 anos, por profissionais especializados no Rastreio do Cancro da Mama, envolvendo 16 concelhos do Algarve.

Foi ainda construída uma Unidade de Radioterapia em Faro, com o objectivo de atender os pacientes mais necessitados de tratamentos de radiação.

Você também pode gostar de

1 Comment

  • Reply Mónica Quinta, 24 de Setembro de 2015 at 17:21

    Vamos participar.
    Apoiar uma boa causa, e praticar exercício mesmo tempo é fantástico.
    Vamos todos participar, eu lá estarei.

  • Comentar